A personalização do Clareamento Dental – Novos Conceitos

Por Nova DFL em quarta-feira, 06 nov 2013

Hermes Pretel: Cirurgião-dentista, mestre e doutor em Ciências Odontológicas FOAr-UNESP, Pesquisador do Grupo Bimateriais, Laser e Led na reparação óssea e dental da FOAr-UNESP.

 

CASO CLÍNICO

 

O caso a seguir descreve o procedimento de clareamento dental  de consultório em paciente com malformação dentária.  A técnica utilizada nesse caso foi associação de microabrasão e clareamento dental. A microabrasão é importante para principalmente diminuir a absorção da luz pelas manchas intrínsecas e promover lisura na estrutura dental. Assim, a luz irá refletir de maneira homogênea proporcionando estética e claridade à estrutura dental4 (Fig.1 e 2).

Uma apurada anamnese foi realizada juntamente com diagnóstico óptico por transluminescência para detectar a extensão das manchas (fig.3). Foi então realizado uma profilaxia auxiliado por pedra pomes, água, taça de borracha com motor de baixa rotação. Na sequência foi realizado a proteção dos tecidos moles, gengiva, periodonto de sustentação, e desgastes cervicais. A proteção foi realizada com a barreira gengival ( TOTAL BLANC OFFICE H35 – DFL) que deve ser colocada abundantemente na gengiva e estender por 5 mm na região cervical. Após, colocação realiza-se então a fotopolimerização por 15 segundos a cada 3 dentes. Importante nessa fase é que a gengiva tem que estar limpa e seca para melhor adaptação da barreira gengival. (Fig.4).  Antes de iniciar a técnica de clareamento realiza-se a microabrasão com pasta de ácido clorídrico agregado a sílica sobre as manchas (Micropol). A aplicação é realizada com taça de borracha e motor em baixa rotação. O produto é colocado sobre a mancha e é realizado o abrasionamento com a taça de borracha. Foi realizado de 8  a 10 friccionamentos com acionamento do motor. Após, é realizada a remoção da pasta abrasiva com sugador e água em abundância, e se repete mais 2 vezes a mesma aplicação na sessão (Fig. 5).

Para clarear as arcadas superior e inferior até a região de pré-molares pode-se utilizar da mistura de um par de seringas (TOTAL BLANC OFFICE 35 – DFL) (fase 1) peróxido de hidrogênio + (fase 2) espessante. Para homogenizar o produto é necessário conectar as seringas e misturar de 5 a 6 vezes. O gel clareador foi mantido em contato com a superfície dos dente por 12 minutos. Nesse período foi aplicado sistema de luz híbrido Laser/LED intercalando 1 minuto na arcada superior e um minuto na arcada inferior, até o término dos 12 minutos. Após o tempo de aplicação o gel foi retirado com sugador, e então um novo gel foi reaplicado mais uma vez na mesma sessão ( Fig. 6).

Após o procedimento de microabrasão e clareamento dental foi realizado uma dessenssibilização  com pasta de nitrato de potássio 5% e fluoreto de sódio 2% (TOTAL BLANC OFFICE DESSENSIBILIZANTE – DFL) e então polimento da estrutura com discos específicos de feltro (disco de polimento – TDV) (Fig. 7).

No término do procedimento é realizado aferição da cor, bem como tomada final de fotografia para avaliação do resultado (Fig. 8,9 e 10).

O clareamento dental deve ser um tratamento com indicações específicas a fim de ser considerado um procedimento minimamente invasivo. Em casos no qual o paciente apresente manchas e ou malformações é indicado a realização de microabrasão antes do procedimento de clareamento com finalidade de diminuir a absorção de luz pelas manchas na estrutura dental, e proporcionar lisura na sua superfície.  Por isso a indicação da técnica, do agente clareador ideal e o protocolo devem ser personalizados para cada paciente.

 

Figura 1 – Aspecto inicial da paciente apresentando manchamento e malformação dental.

Figura 2 – Detalhe da rugosidade dos elementos dentais.

Figura 3 – Transluminescencia evidenciando manchas superficiais em esmalte (mais claras) e em dentina (escuras – opaca) antes do tratamento.

Figura 4 – Isolamento com o protetor gengival na região do colo cervical e gengiva.

Figura 5 – Técnica de Microabrasão – micromotor, taça de borracha e pasta microabrasiva.

Figura 6 – Aplicação de gel clareador – arcada superior

Figura 7 – Polimento final – Aplicação de dessensibilizante e técnica de polimento final com disco de feltro e micromotor.

Figura 8 – Transluminescencia após a técnica de microabrasão e clareamento dental.

Figura 9 – Aspecto final da paciente após o tratamento.

Figura 10 – Aspecto do sorriso da paciente após hidratação da estrutura dental.